quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Aquarius


Faz tempo que não escrevo sobre um filme mais recente. Então vamos lá porque esse merece!!!



Todos os apartamentos do edifício Aquarius, em frente a praia da Av. Boa Viagem no Recife, foram vendidos para uma construtora que tinha o objetivo de demoli-lo e construir no terreno um novo e moderno empreendimento imobiliário. Todos, menos um, o de Clara, personagem de Sonia Braga.  Esse é o retrato do Brasil atual. Muitos prédios pequenos e antigos, com apartamentos amplos e confortáveis, dando espaço a edifícios maiores, modernos, com infra-estrutura de garagem e áreas de lazer, que mantém as pessoas dentro dos condomínios, e em apartamentos pequenos e práticos.

Clara, uma viúva, mãe de 3 filhos e avó, é uma mulher forte, decidida mas ao mesmo tempo muito sensível e humana. Ela se nega a sair da casa onde viveu tantos anos de sua vida, onde criou seus filhos, onde guarda tão boas lembranças em meio aos móveis, fotografias, muitos livros e discos, e onde enfrentou e curou um câncer de mama.

Com uma trilha sonora envolvente e muito marcante, o filme transcorre com Clara tentando manter sua rotina, apesar das constantes tentativas de persuasão por parte da construtora. Ela, uma mulher inteligente, interessante e bonita, na casa dos 60 anos, em busca de um novo envolvimento amoroso, ou apenas sexual. Faz sua atividade física, frequenta a praia, tem bons amigos, demonstra profundo respeito pelas diferenças e escolhas de cada um. E, apesar de sua privilegiada condição financeira, se relaciona com muita naturalidade com outras classes sociais.

Uma redescoberta de Sonia Braga, que ainda está no subconsciente das pessoas como a menina Gabriela, e aparece muito madura e intensa nesse filme.

Outro personagem de destaque é o do ator Humberto Carrão, o Diego. Um rapaz jovem, ambicioso, que se orgulha em ser formado em business no exterior. Clara diz ao rapaz que ele pode ser formado em negócios, mas não tem nenhuma formação humana.

Um belíssimo filme, que gera simpatia ao espectador. Acabamos, todos, torcendo por Clara e pelo Aquarius. Na sessão que eu fui, o filme foi aplaudido no final, o que é raro acontecer no cinema...

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Cine coaching: Duas Vidas

Duas Vidas é um filme bastante profundo que conta a história de Russ Duritz, um homem frio, muito bem sucedido financeiramente, que é consultor de imagem pessoal e que, para alcançar o objetivo de seus clientes, não exita em mentir e manipular as pessoas. Russ está prestes a completar 40 anos de idade, não é casado, não mantém um bom relacionamento com o pai e não tem muitos amigos. Um belo dia encontra um menino de 8 anos de idade e se dá conta de que o menino é ele mesmo, vindo do passado por algum motivo que ele a princípio não entende.

O menino fica extremamente decepcionado em perceber que nenhum dos sonhos que ele tinha quando garoto, o Russ adulto, conseguiu conquistar. Ele sonhava em ser piloto, em construir uma família, em ter um cachorro de grande porte. Russ na versão adulta sequer se lembrava de tais sonhos e tampouco de sua vida na infância. Estava satisfeito em ser rico e bem sucedido nas finanças. Mas a satisfação era, de fato, muito superficial.

O convívio entre eles fez com que Russ adulto se preparasse e enfrentasse seus fantasmas do passado, ressignificando alguns acontecimentos, inclusive para perdoar o pai e, principalmente, relembrando seus sonhos esquecidos, o que possibilitou se transformar no adulto que ele sonhava ser quando criança. Ele acabou reiniciando sua vida aos 40 anos.

Uma linda mensagem que diz: Nunca é tarde para recomeçar e reescrever a história da nossa vida. Basta ter coragem para mudar!




quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Os bonecos no parque

Aos finais de semana acontece no teatro municipal de marionetes Carlos Werneck de Carvalho localizado no Parque do Flamengo (altura do número 300 da Praia do Flamengo), uma programação infantil para toda família. Gratuito!

Os bonecos no parque

::Brinquedoteca das 10h às 12h (sábados e domingos)
brincadeiras, jogos, músicas e muita diversão para os pequenininhos!

::Espetáculos às 11h (sábados e domingos)

::Oficinas lúdicas (sempre aos sábados, após o espetáculo)
momentos de criação de bonecos, adereços, máscaras, experiências com animação e filmes surpresas!

::Troca troca de livros (durante a programação dos finais de semana)

::Barraquinhas com camisetas, artesanatos, instrumentos de percussão, cds de música, bonecos, livros e exposição.

PROGRAMAÇÃO DE OUTUBRO
15 e 16out - É um assombro! Paulo Bi - contação de histórias 
22 e 23out - O calango e o mar! Grupo Paranduba - músicas e histórias 
29 e 30out - O flautista de Hamelin - espetáculo de atores e bonecos


Fomos no último final de semana e adoramos!!!





sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Cine coaching: A corrente do bem




No filme A Corrente do Bem pude ver claramente como  algumas pessoas repetem o comportamento destrutivo de seus pais, avós e outros familiares. E que esse sofrimento vai passando de geração para geração até que alguém, em algum momento, consiga romper com o padrão ao que está acostumado. É o caso de Arlene, uma mulher que trabalha duro em dois empregos para sustentar sua casa e seu filho, Trevor,  mas que tem sérios problemas com a bebida e em manter o marido, que também é alcoólatra e agressivo, afastado dela e do filho. Uma história parecida com a de sua mãe, que acabou indo morar nas ruas em consequência de problemas parecidos. Trevor é um bom menino, curioso, desafiador, mas que também convive com o medo de um dia seu pai voltar para casa e agredir novamente a sua mãe.

Na escola, Trevor conhece Eugene, o novo professor de Estudos Sociais, que passa ao seus alunos o trabalho de criarem algo que possa mudar o mundo. E assim, Trevor cria a corrente do bem, onde ele faz algo como um favor a três pessoas, essas três pessoas passam a diante fazendo para outras três pessoas e assim consequentemente.

A princípio ele não se dá conta, mas a corrente realmente funciona, inclusive para aproximar sua mãe de Eugene, já que este, por ter uma história de vida muito triste, não conseguia se envolver emocionalmente com ninguém. Outras pessoas, de diferentes lugares, receberam e passaram a diante a corrente, chegando a um repórter que decide ir atrás para saber de onde surgiu e publicar essa história, razão pela qual o menino ganha certa fama.

Vejo o coaching exatamente como uma corrente do bem. Ao ajudar uma pessoa a buscar o seu melhor, isso irá refletir nas relações dela com outras pessoas...  

sábado, 3 de setembro de 2016

Cine coaching: Mãos talentosas




O filme biográfico “Mãos talentosas” é de uma beleza e sensibilidade ímpar! Conta a história do Dr. Benjamin Carson, um médico neurocirurgião americano que ficou mundialmente conhecido e tornou-se referência na medicina ao separar dois irmãos gêmeos siameses unidos pela cabeça, no ano de 1987. 
Até aquela data, nenhum procedimento da mesma natureza havia sido bem sucedido no sentido de salvar a vida dos dois bebês.

O filme transcorre pela lembrança do médico da vida difícil que ele teve desde criança. E tudo que ele passou para chegar até ali. Ben era negro, pobre, pai ausente, péssimo aluno, tinha tudo pra dar errado na vida. Mas sua mãe, Sonya, agiu como uma verdadeira coach para ele. Apesar de ter que trabalhar muito para sustentar a família, ela motivou, incentivou os filhos nos estudos, na leitura, limitando as horas perdidas em frente a televisão. Estava determinada a mudar a vida deles e mostrar-lhes que havia um novo caminho a ser percorrido. Olhava fundo nos olhos dos filhos e dizia que acreditava neles, que eles eram capazes de tudo, que podiam fazer tudo que as outras pessoas podiam, e ainda melhor. 

E assim Ben se transformou no melhor aluno da classe e não parou mais de buscar conhecimento.  Chegou a universidade como bolsista e depois conseguiu uma vaga disputada para fazer residência em um importante hospital. Ali se destacou por seu trabalho dedicado, focado, com muita coordenação motora, excelente capacidade de raciocínio, estudando sempre, dando o seu melhor aos pacientes. Como religioso, Ben acredita ter recebido um dom divino, reza todos os dias e diz que essa fé o ajudou nas várias fases da sua vida. 

Pura inspiração!

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Olimpíadas Rio 2016

Teve Olimpíadas no Rio e foi lindo!!!
Sim, temos problemas. E muitos!
Sim, estamos passando por uma fase difícil na economia e ainda mais na política.
Sim, há corrupção, muita violência, falta educação, falta saúde...
Mas eu prefiro pensar positivo. Prefiro pensar que há luz no fim do túnel. Que a justiça será feita, os culpados pelas malfeitorias punidos, que aprenderemos com os erros, e que sairemos TODOS mais fortalecidos no final das contas, como país e como nação.

E esse é justamente um dos legados desses jogos "em casa".
Quantas histórias lindas de superação, de coragem, de amizade, de jogo limpo, de solidariedade que esses atletas nos deram?  Pelo menos, a maioria deles...
Atletas de países que são inimigos, mas que nos jogos, conviveram pacificamente e respeitosamente.
Atletas que ampararam o oponente derrotado.
Atletas que antes não haviam sido bem sucedidos, mas não desistiram e deram a volta por cima.

E o povo do Rio que recebeu tão bem os visitantes?! Nos jogos que eu assisti, e nos pequenos passeios que eu dei, vi todo mundo muito feliz! Estão todos de parabéns!!!

O Rio é sim uma cidade linda, maravilhosa, que encanta. E ficou ainda mais bonita tendo uma parte do seu centro histórico restaurado. Há que se reconhecer!!!

Eu tive a oportunidade de assistir ao jogo de vôlei feminino no Maracanãzinho (Brasil x Camarões) na primeira fase. Depois assisti a semifinal do futebol masculino no Maracanã (Brasil x Honduras) e a disputa pela medalha de bronze no basquete feminino (Sérvia x França) no Parque Olímpico. 
Vi a regata das velas, no dia em que as meninas do Brasil levaram o ouro, e a maratona masculina no Aterro do Flamengo, no último dia. Foi tudo espetacular! Não tive problemas com nada. 

Fui também visitar o Boulevard Olímpico. Essa nova área da cidade ficou mesmo maravilhosa. Só quem conhecia antes pra saber quanta diferença!!! E também estive na Megastore dos produtos oficiais lá em Copacabana. Uma pena os preços serem tão elevados. Mas deve entrar em promoção assim que acabar as Paraolimpíadas. Falando nisso, já garanti os meus ingressos. Quero muito prestigiar os atletas. Eles merecem todo nosso apoio e aplausos!!! 






domingo, 24 de julho de 2016

Bourbon Atibaia Resort & Spa

Eu, meu marido e meu filho passamos 4 dias no Bourbon Atibaia Resort & Spa. Estava procurando um lugar para descansar alguns dias, que fosse perto de SP, já que estaríamos lá, e que tivesse uma boa estrutura para receber bebês. Levando tudo isso em consideração, a nossa escolha foi perfeita!
O lugar é muito lindo! Muito bem cuidado! Parece até de mentira... Os funcionários (todos) são cordiais, amáveis, solícitos! A comida é farta e maravilhosa! As opções de lazer são variadas (várias piscinas, quadras de tênis, vôlei, futebol, ginásio poliesportivo, boliche, sinuca, salas de jogos, espaço kids, espaço baby, academia de ginástica, spa (que está em reforma)... É muita coisa! Todas as manhãs eles liberam a programação do dia (infantil e adulto) para aproveitar melhor as opções.

Além disso tudo, ainda tem uma horta maravilhosa, capela da Sagrada Família, onde há missas aos sábados às 17h, espaço Chico Bento, espaço Turma da Mônica... 

E, o que pra mim foi o melhor de tudo, uma copa baby 24h. Lá tinham frutas, iogurtes, biscoitinhos, leite (inclusive tipo Nam), água filtrada, microondas, esterilizador de mamadeira, utensílios e outras coisinhas para atender as necessidades dos bebês. E ainda disponibilizavam um cardápio de papinhas, caso fosse necessário. Mas eu nem precisei pedir nada especial, no próprio buffet tinham opções para montar o pratinho bem saudável. 

Compartilho aqui algumas (muitas) fotos que tirei lá. É ou não é lindo demais?!